“Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca
se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:10).

O Rev. W. J. Dawson dá seu testemunho como segue: “Eu me
lembro muito bem que, quando tudo em minha vida parecia
envolto em sombras, um dia, como um flash de luz, o verso de
Romanos 10:10 iluminou minha alma. Pude compreender, então,
o significado do que estava acontecendo. Deus não me pediu
para crer com meu intelecto, mas confiar com meu coração.
Naquela hora o mundo clareou para mim e eu sabia que havia
encontrado Deus. Com muita frequência, hoje, eu não procuro
acreditar com meu intelecto, mas, com meu coração.”

Uma frase que costumamos ouvir constantemente é: “Eu preciso
ver para crer”. E, por causa disso, muitos perdem a bênção
maravilhosa de uma experiência pessoal com o Senhor Jesus. A
fé não exige uma constatação, porque não habita em nossa
mente, mas, em nosso coração. Uma alegria verdadeira começa
a fluir, como um manancial de águas vivas, quando, mesmo que
tudo pareça mostrar o contrário, em nosso coração temos a
certeza de que a bênção esperada chegará.

Em vez de murmurarmos diante de uma crise, dizendo que não
vemos solução para o nosso problema, devemos olhar para o
alto e agradecer a Deus, confiantes, na certeza de que Ele
está cuidando de tudo e não há nada que possa resistir a Seu
poder.

A Palavra de Deus nos ensina que “a boca fala do que está
cheio o coração”. E, se o nosso coração estiver cheio de fé,
de amor ao Senhor, da certeza de nossos nomes escritos no
Livro da Vida do Senhor, então a nossa boca terá muitas
coisas bonitas a transmitir. Ela será um canal de bênçãos
para todos que nos escutam, e o nome de Cristo será
engrandecido pelo nosso testemunho.

Abra o seu coração para que Deus o encha de fé. Coloque sua
boca à disposição do Senhor para que todos sejam edificados
com a alegria da salvação que existe em você. Ilumine o
caminho por onde você passar.

Anúncios