“E ela disse a seu marido: Tenho observado que este que
passa sempre por nós é um santo homem de Deus” (2 Reis 4:9).

Uma secretária executiva disse, em certa ocasião: “Quando eu
comecei a pressentir Jesus, de pé atrás de meu chefe, meu
trabalho mudou. Eu tive que melhorar muito o meu desempenho.
Até a humilde tarefa de servir café se tornou um prazer para
mim e minha atitude arrogante se transformou em respeito.”

Que testemunho temos dado nos lugares onde passamos nossos
dias? Como nossos colegas de trabalho ou estudo olham para
nós? O que vêem em nós? Quais as suas atitudes em relação a
nós? Estamos despertando respeito ou indiferença? Estamos
iluminando ou escurecendo os ambientes? Estamos
engrandecendo o nome de nosso Senhor ou envergonhando-O?

Quando permitimos a presença do Senhor junto a nós, as
pessoas percebem, agem de forma diferente, desfrutam da
alegria que nós sentimos, são edificadas e abençoadas como
nós. Quando dizemos que somos cristãos e não mostramos
nenhum brilho, ou transformação, ou atitudes santas, as
pessoas não acreditam em nós, nem nos respeitam, nem
experimentam mudanças.

E se agimos assim, somos enganadores de nós mesmos, porque
se as pessoas que convivem conosco não são iludidas, muito
menos o nosso Deus, que tudo conhece e tudo vê.

A secretária de nossa história foi muito abençoada por seu
chefe ser um fiel seguidor de Cristo. E nós precisamos
abençoar a todos da mesma maneira. Devemos ser um exemplo em
nossa casa e fora dela. Devemos glorificar ao Senhor na
igreja e fora dela. Devemos ser firmes na fé em qualquer
lugar onde estejamos.

Quando alguém olha para você, pressente a presença de Cristo
ou não percebe nada?

 

Paulo Roberto Barbosa Escuro Iluminado

Anúncios